AbatjourdeArte

16 de nov de 2016

O grande Sidney Sheldon


Sidney Sheldon morreu em 2007 e deixou, além de uma imensa fortuna, milhões de fãs saudosos.
Sheldon é um dos pioneiros do chamado blockbusters literário. Foi com ele, e seus discípulos, que o gênero policial-sexy-novelesco-ambicioso ganhou fama e abocanhou leitores fiéis em todo o mundo.
Eu mesma sou fã, embora já não leia mais de seus livros. Mas Sheldon foi ótimo para me incentivar o hábito da leitura. Li com paixão A Outra Face, O Outro Lado da Meia Noite, A Herdeira, Escrito Nas Estrelas (excelente!!!) Se Houver Amanhã (A Herdeira eu li tantas vezes que as páginas soltaram!). 
Depois desses, eu já comecei a achá-lo meio Cinquenta Tons de Cinza-com-assassinato e perdi a vontade de ler o títulos mais novos.
Mas continuo achando que Sidney Sheldon foi um dos maiores escritores do século, embora seu estilo possa ser discutido, afinal  um autor que consegue conquistar milhões de leitores durante mais de 40 anos não pode ser um mal autor. Além disso, Sheldon trabalhou como poucos escritores, deixando mais de 20 livros entre os mais vendidos, vários roteiros para cinema e TV e outras tantas novelas e contos. 
É de Sidney Sheldon, por exemplo, a adorável Jennie É Um Gênio, Casal 20 e o atualíssimo Bloodline.
















Depois de sua morte, alguns de seus colaboradores continuaram a lançar títulos com a griffe ´´Sidney Sheldon´´ em letras garrafais, embora ele tenha sido responsável apenas pelo ´´roteiro´´ e pelos personagens dos livros. Tudo feito com a autorização dos herdeiros e com o aval de seu agente literário. Ou seja, os novos livros tem sim a marca registrada de Sheldon: crimes, romances, suspense, sexo, traições e reviravoltas impressionantes. 









O último lançamento da franquia Sidney Sheldon tem o sugestivo título de Um Amanhã de Vingança. A cara dele! 
O livro tem como personagem principal Tracy Whitney. Ela foi responsável por alguns dos roubos mais audaciosos do mundo, mas deixou o passado de crimes para trás, teve um bebê e passou a levar uma vida digna ao lado do filho. Porém, uma grande tragédia obrigou Tracy Whitney a enfrentar seu maior pesadelo. Agora, sem mais nada a perder e com uma sede implacável de vingança, Tracy está de volta à ativa e não vai descansar até encontrar a mulher que ela acredita ter destruído sua vida: Althea. Essa misteriosa figura é a pessoa mais procurada pela CIA e a cabeça da organização criminosa que pretende acabar com o capitalismo. Envolta em uma trama de corrupção e rodeada por inimigos disfarçados de aliados, Tracy precisará ir além de todos os seus limites e enfrentar seus maiores demônios para impedir uma guerra mundial. Impelida pela sede de vingança e com o futuro de tantas pessoas em suas mãos, até onde Tracy será capaz de ir quando não resta mais nada a perder?
... mais Sheldon, impossível!




Um comentário:

Helena da Silveira disse...

Vou atrás dessa nova indicação.....