Cineart BH

30 de set de 2017

Natural





Corações partidos


Mais um romance daqueles, para deixar o sábado mais gostoso!!!!


“Eis uma forma de colocar a coisa: a perda é uma história de amor contada de trás para frente... Toda boa história de amor guarda outra história de amor escondida dentro dela.”

A vida de Heidi com o filho Abbot tornou-se um jogo para manter viva a memória de Henry, bom pai e marido exemplar. Manter uma vida normal em um mundo em que Henry não existe mais está cada dia mais complicado. Heidi precisa lidar com o filho que se tornou um verdadeiro maníaco por limpeza e com a sobrinha Charlotte, uma adolescente problemática.

Uma casa em Provence, na França, que pertence à família de Heidi há gerações, é rica em histórias de amor e surpreendentes coincidências. Heidi e sua irmã mais velha, Elysius, passavam os verões lá quando crianças, com sua mãe. Mas a casa, as lembranças e os segredos de Provence haviam ficado no passado, mas agora, com o incêndio na propriedade, a casa precisa ser salva por Heidi. Ou será que é Heide que precisa ser salva pela casa?

Uma história de recomeço, amor e esperança em face à perda, onde uma pequena casa na zona rural do sul da França parece ser a responsável por curar corações partidos há anos.

“Devemos ser sinceros quando o mundo não faz sentido...”





Não espere conhecer a perda ...

 ... para aprender o privilégio de ter ...

Soa a clichê, a conversa de botequim, mas valorizar o que possuímos, enquanto ainda o temos, parece ser algo não tão comum. Infelizmente, temos a mania de ficar pensando e lamentando acerca de coisas que não obtivemos e pessoas que não ficaram junto de nós. Enquanto isso, perdemos tempo e gastamos energia com o que não é, deixando de lado o que já é, deixando de aproveitar cada conquista que galgamos, cada pessoa que se mantém ao nosso lado com verdade.
E a gente não tem somente o que se vê, o que se compra, o que se acumula materialmente. A gente junta muita coisa aqui dentro, em nossa carga afetiva: momentos, lembranças, músicas, sorrisos, bem como o que espalhamos por aí. Sim, tudo o que sai de nós na forma de amor se multiplica em nossos corações. É preciso valorizar como nos sentimos e a forma como fizemos os outros se sentirem também. Isso ninguém nos tira.
Se pararmos, mesmo que por alguns instantes, e olharmos à nossa volta e dentro de nós, poderemos perceber o quanto já somos afortunados, o tanto de conquistas e de presentes que a vida nos tem trazido. Aquele amigo que nos ouve, aquele irmão que nos entende, o banho quentinho, o lar que aconchega, o alimento que sustenta, a cama que nos renova. Não teremos tudo o que queremos, mas teremos muita coisa e pessoas que nos bastam, que nos completam, que nos revigoram.
Logicamente, querer mais, de uma forma ética e coerente, nunca será ruim, porque é assim que alimentamos os nossos sonhos, é assim que planejamos o nosso futuro, é assim que a felicidade se torna a cada dia mais próxima. No entanto, jamais poderemos focar tão somente o que ainda são hipóteses, o que ainda é distância e quimera, ou não conseguiremos tranquilizar a nossa essência, junto ao que já faz parte de nossas vidas. Isso nos tornaria incapazes de sorrir com sinceridade.
Muito se fala em gratidão, em agradecer, e é isso mesmo. Quando nos sentimos gratos, nós nos abrimos para tudo de bom que existe vindo em nossa direção, expandindo nossas ações a mais pessoas, ajudando, confortando, fazendo com que o bem alcance o maior número de indivíduos. O ódio fica na gente, mas o amor se espalha e continua se multiplicando, lá fora e dentro de nós. Não deixe para se lembrar dos privilégios lá na frente; desfrute-os aqui e agora, enquanto é tempo. Tempo é já.
Marcelo Camargo





Leopard

Sou louca por essa poltrona!
O modelo é reto, tradicional sem ser rebuscado e o tecido do revestimento é um veludo de algodão da Scalamandré, simplesmente maravilhoso!!!

Queria muitoooooo um par dessas belezuras na minha casa já!
























29 de set de 2017

Get the Look





Imperdível



Para quem ama literatura...

O Fliaraxá deste ano acontece entre os dias 15 e 19 de novembro e seu tema Língua, Leitura e Utopia levará ao interior mineiro, mais precisamente em Araxá,  importantes nomes da literatura:  Mia Couto, José Eduardo Agualusa, Gonçalo Tavares, José Luiz Peixoto, Inês Pedrosa e Ondjaki. A eles, vão se somar a escritores e escritoras brasileiras, para compor os painéis e programação.

O festival terá como patrono José Saramago, que faria 95 anos em 2016 e Mia Couto como autor homenageado. 
Para maiores informações:

Vamos?????



28 de set de 2017

Grandes Encontros

Roma,  1971. Florinda Bolkan e Luccino Visconti.




Oscar de la Renta


De la Renta bijoux



Rose


Chanel Mademoiselle Dream.











Proibidões



Clássicos ´´proibidões´´, poesia transgressora e um desfile de "más companhias". 
A Companhia das Letras fez uma lista do melhor da literatura “maldita” e “degenerada”, de clássicos censurados em seu tempo à deliciosos transgressores contemporâneos. 

De Nabokov  à Henry Miller, passando por Flaubert e até Carlos Drummond de Andrade 
com seus poemas pra lá de eróticos. Sim, minha gente! Carlinhos não era brincadeira, não!!!

No nosso Clube já lemos o sedutor Madame Bovary, o que deixa o famigerado Cinquenta tons de Cinza parecendo gibi de 1960. 






Poderosos

Taís Araújo e Lázaro Ramos 
estão na lista dos 100 negros mais influentes do mundo.


A dupla recebeu a homenagem na sede da ONU em Nova York ontem.
O discurso de Lázaro emocionou a platéia e a própria mulher que custou para segurar as lágrimas.
Sou fã dos dois!





27 de set de 2017

Pé de princesa


Nova coleção Valenciana 2017/18.


Mistura de sandália chique com o conforto que só as Valencianas tem.
























A dona do pedaço


E a novela ontem???
Que é isso, minha gente!!!
Baixou um espirito hollywoodiano nos diretores globais!!!

As cenas da ocupação do Beco por Jeizinha (amoooooooo Jeiza!!!!) e sua turma foi sensacional!!!!
Os efeitos especiais, os tiros e a sonoplastia foram dignas de Oscar!!!!!

Palmas para a Globo que quando a gente menos espera nos mostra com a força do querer, que quem manda nas noites do Brasil é ela!!!!




Prego


O Italiano foi a bomba que Lula não esperava. Foi o Judas, a flecha certeira, a bala perfeita.
Palocci com sua carta de desfiliação do Partido dos Trabalhadores foi o prego no caixão do ex-presidente.

Uma coisa é coxinha falar mal do Lula. Outra coisa, é um petista dedicado, fundador do partido e homem forte do governo, escrever e publicar com franqueza exatamente o que se passou nos anos de poder do lulapetismo.

Tchau,, Lula.



Ibiza


Os charmosos e loucos verões da turma descolada de Ibiza.
Fotos incríveis, e texto divertido neste livro imperdível!!!


P.S. te dedico, Juliana Recoder!!!













26 de set de 2017

Megan, Megan...

Harry, meu principe favorito, e a namorada Megan Markle juntos, em público e de mãos dadas!

Megan, querida, trate bem esse garoto!! Senão eu mesma vou puxar sua perna de noite!



25 de set de 2017

Get the Look






Mente quieta, costas eretas e coração tranquilo


Empresários, médicos, donas de casa, socialites, advogados, vendedores e artistas dobram, alongam, retorcem seus corpos.
Crianças, juízes, executivos, gestantes  e surfistas sentam-se na postura de lótus, controlam a respiração, entoam mantras.
Desde o auge da contra-cultura nos anos 60, nunca se viu tamanho interesse pela Yoga como hoje em dia.



























A Yoga também está presente em grandes empresas, clínicas, hospitais e universidades. Yoga é uma das aulas mais procuradas do Centro de Práticas Esportivas da Universidade de São Paulo.
A Yoga está tão em alta que seis das maiores academias de SP já tem o curso. Mas, pessoalmente, não acho que Yoga deve ser praticada em academias de ginástica. Porque Yoga não é ginástica. Nem de longe. Yoga não é pra ficar com corpo bonito. Yoga é infinitamente mais que isso.





















Aliás, Yoga é algo bem diferente do que o modismo atual faz parecer. Yoga significa jugo, união. Seu sentido mais comum é unir, religar o seu humano à sua essência. Equanimidade na vitória e na derrota. O esforço e o descanso; habilidade e eficiência; o supremo segredo da vida; aquilo que gera indizível felicidade; a serenidade que extingue a dor; o controle absoluto sobre a mente e o corpo;
Yoga é, portanto, uma disciplina que abrange todos esses significados. ´´A Yoga é cessação dos turbilhões da mente´´.
Mas o que se ganha afinal aquietando-se a mente? Para os praticantes de Yoga o homem é um todo que se expressa junto: a consciência, o intelecto, o ego, a mente, o sistema sensorial e o corpo físico. Sendo assim, isolar o excesso de visão mental, intelectual e do ego faz com que toda a consciência do corpo seja despertada. As posições do Yoga tem este objetivo: absoluto controle corporal para se ter absoluto controle da mente. E vice - versa. A sensação de medo, por exemplo, pode se traduzir em tensão muscular. A ansiedade torna a respiração sôfrega. Sustos desestabilizam a pressão arterial. A ideia central do yoga é perceber que a recíproca é verdadeira. Ou seja: mente superficial e agitada produz respiração igualmente superficial e agitada. Aquietando e aprofundando a respiração aquieta-se e aprofunda-se a mente.



































E mais: se a mente ansiosa é capaz de tensionar um músculo, o alongamento muscular é capaz de distensionar a mente. Eis aí a tal consciência do corpo.
E a Yoga de fato, funciona. Basta perguntar para uma daquelas pessoas tranquilas e sorridentes na saída de uma aula o que o Yoga mudou em suas vidas. Você ouvira gente dizendo que dorme melhor, tem mais flexibilidade muscular, melhoras na digestão e principalmente no controle da ansiedade.
Os grandes atletas, por exemplo, praticam Yoga.
Mas a Yoga, ao contrário do que muita gente pensa, não foi desenvolvido para um público que procura apenas saúde e bem estar. A Yoga busca mais. 





















´´Yoga sem meditação não é Yoga´´ , diz Pedro Kupfer, escalador de rochas, surfista e um dos principais formadores de professores de yoga no país, a partir de sua academia, em Florianópolis. “Minhas aulas nunca têm hora para acabar, já que depois dos exercícios fazemos pelo menos 40 minutos de meditação”. Esta talvez seja a principal diferença entre a ideia que se faz de aulas de Yoga em muitas academias e a forma como ela é encarada pelos praticantes mais ligados às tradições indianas. Para estes, fieis ao Yoga Sutra de Patañjali, posturas corporais e exercícios respiratórios são apenas dois dos aspectos mais conhecidos de um sistema que possui oito etapas (ou ashtanga). Esse sistema inclui desde a disciplina moral até a absorção meditativa. À primeira vista parece ser algo muito complicado. Mas os praticantes mais experimentados tentam dar exemplos de que todos esses preceitos éticos têm aplicações muito práticas, até mesmo quando se faz os exercícios.










 Organicamente, as técnicas do Yoga têm efeito em duas situações: no alongamento e nas modificações das pressões internas. No aspecto físico, além dos ásana (posturas) e pranáiamas (controle dos ciclos respiratórios), existem bandhas (contrações e retenções) e kryas (purificações). Já os mudrás (gestos arquetípicos aos quais se atribui a realização de determinados estados de consciência) teriam efeitos mais psicológicos ou sutis. 
Toda a fisiologia humana está adaptada a um sistema que depende do corpo estar em seu estado normal, com a cabeça voltada para cima. Quando se pratica a posição ´´invertida´´ ou ´´vela´´ mesmo que por um segundo, o organismo tem de se adaptar. Isso lança desafios para o corpo. Na chamada vrschikásana, ou postura do escorpião, por exemplo, observam-se vários níveis de reação: no mais superficial, facilita o retorno venoso dos membros inferiores, com benefícios para o sistema circulatório. Em um nível mais sutil, há uma alteração na fisiologia que exige grande atenção do sistema nervoso central. Todos os receptores são estimulados ao mesmo tempo e têm de se adaptar ao fato de o corpo estar de cabeça para baixo. Essa informação acionaria vários receptores neurológicos e contribuiria para despertar uma consciência corporal que suplantaria aquela tradicional, centrada na mente.








Ainda confunde-se yoga com “fazer yoga”, como se fosse uma aula de musculação. “Tem muita gente fazendo ginástica e pensando que é yoga”, alerta Hermógenes, um dos precursores do yoga no Brasil. Na verdade, pode-se estudar yoga mais objetivamente em um determinado horário, mas a prática só faz sentido quando incorporada ao cotidiano. Isso tem muito a ver com a capacidade de transformar emoções, evitando os automatismos que tendem a fazer com que a reação à raiva seja mais raiva, que medo gere mais medo e assim por diante. Yoga verdadeiro é praticado 24 horas por dia. Deve fazer parte do trabalho, onde, diante de um problema tem-se a certeza de que será melhor resolvê-lo com a mente calma e observação serena do que espalhando ansiedade entre os colegas. Na escola, aproveitando os recursos de concentração. Nas relações pessoais, domando o próprio ego e procurando entender as razões do outro.
Yoga é perceber que a mente não precisa transformar-se naquilo que ela observa. Yoga é o controle.
Mente quieta, costas eretas e coração tranquilo. Eu amo. Não saberia viver sem o Yoga.










Tudo é Rio


Tudo é Rio...
Até o nome é lindo.
Despudorado e ao mesmo tempo recatado. As vezes singelo mas sempre intenso. Feminino, mineiro, emocionante. As desventuras de Lucy são arrebatadoras. Comecei ontem e não larguei até terminá-lo hoje. 
O primeiro romance da autora Claudia Madeira já está na minha lista de leituras inesquecíveis.
Torço sinceramente para que este seja o primeiro, de uma série de outros livros.

P.S. este livro é da editora Quixote + Do. Pode ser encontrado na livraria Quixote ou com a Luciana da editora: 31 98230- 7736

Palmirinha


Palmirinha, a apresentadora mais simpática da TV brasileira, aos 86 anos, cheia de vigor, 
se acabando no Rock´n Rio.
E tem gente que reclama da vida ...


24 de set de 2017

4 x Kim


Quatro looks  esta semana da nossa rainha!!!!!





Garotos espertos ...


... e pra lá de charmosos!

Principe Harry e Justin Trudeau.




Super





Donatella Versace deu uma tacada de mestre!
Convidou ninguém menos que as 5 modelos da década de ouro para encerrarem o desfile de Versace.

As balzaquianas Carla Bruni, Claudia Schiffe, Naomi Campbell, Cindy Crawford e Helena Cristensen subiram na passarela com vestidos de lamê dourado e arrasaram!
As cinco continuam deslumbrantes!!!!

Foram aplaudidas por longos minutos e lacraram a internet!
Só deu Versace as super topos models!