Idélli Móveis especiais

2 de mar de 2015

1 de mar de 2015

O silêncio



´´A maior parte do tempo, porém, o que nós partilhávamos era o silêncio. E isso eu aprendi contigo, porque não sabia. Para mim, o silêncio era sinal de distância, de mal-estar, de desentendimento. Ao princípio, quando ficávamos calados muito tempo, eu sentia-me inquieta,, desconfortável e começava a falar só para afastar esse anjo mau que estava a passar entre nós.
Um dia tu disseste-me:
- Claudia, não precisas de falar só porque vamos calados. A coisa mais difícil e mais bonita de partilhar entre duas pessoas é o silêncio.´´

Trecho do  livro No Teu Deserto.







P.S. Para nós, mulheres, vale muito a pena assistir ao Saia Justa Verão em que eles, os Saias,  falam sobre o silêncio e a incapacidade feminina de saber fazê-lo. E como eles, os homens, precisam dele. Um puxão de orelha para mim, que geralmente falo pelos cotovelos ...



Frank



Domingo nublado e ainda bem que tem a temporada 3 de House Of Cards!
Fiz uma ´´maratona´´ com meu filho mais velho ( o mais novo não achou muita graça... prefere ficar agarrado no celular, para o meu desespero!), e já estamos no capítulo 8.

House of Cards é simplesmente uma das melhores séries sobre o mundo político americano. Frank Underwood é o único bandido para o qual eu torço muito (tirando a Carminha de Avenida Brasil).







Claire


E House of Cards tem Claire! Mrs Underwood está soberba nesta temporada. Cada dia mais ambiciosa, calculista e fria. Mas exatamente porque ganhou mais espaço, Claire está perdendo as estribeiras e aparece mais humana e real. 

E tem o guarda-roupa, clarooooooooo. E que guarda-roupa! Claire Underwood foi considera style icon pelo New York Times! E pelo blog, o que é infinitamente mais importante!



















































Poderosa:

Ah, e tem mais um detalhe: Claire Underwood está fazendo tanto sucesso que sua interprete, a atriz Roben Wrigth  pediu e foi prontamente atendida: três capítulos desda temporada são dirigidos por ela.





Passeio



Mario Testino e Kate Moss na Semana de Moda de Londres.






Bom Programa


O Bom Programa de hoje é uma ´´variação sobre o mesmo tema´´. O tema é o mesmo: conhecer a cidade,  e a variação é porque são lugares diferentes.
Convide seus amigos que gostem deste passeio, sim porque nada é mais importante para qualquer Bom Programa do que a companhia. Nem o paraíso fica lindo com uma má companhia!

Escolhidas as suas, prepare-se para caminhar. Um bom par de tênis, protetor solar e boné. Vamos começar pelo Anel da Serra, no alto do Mangabeiras. É um dos lugares mais agradáveis da cidade para um bom cooper. De um lado o Parque das Mangabeiras, no outro o paredão da Serra. Além disso é vazio e tranquilo.Aprecie a vista, a natureza e o  ar puro. Nossa cidade é linda, não?!







Encerrada a caminhada, uma água de coco para refrescar, porque vamos andar mais: Descer a avenida Agulhas Negras. Vá com calma, e se encante com a maravilha da vista de Belo Horizonte! 
Sabiam que um abençoado morador plantou no canteiro central uma roseira? Não sabiam? Nem eu! Mas se eu não tivesse ido à pé, jamais saberia também. As rosas estão lá, abertas, lindas, perfumadas. E a gente sem tempo para apreciar...











Vamos descendo até ao destino: o Mercado do Cruzeiro. Um mundo de cheiro, sabores, sons, verduras, pessoas, frutas. 
O Mercado é um tesouro para quem o frequenta. Minha amiga Clô é uma dessas pessoas e vai lá há anos! Conhece todos os barraqueiros e cantinhos do Mercado. E fomos andando com ela, escolhendo frutas, verduras, carnes, doces, biscoitos, panos de prato bordados.  E  o mais importante: conversando, perguntando, escutando.  Estamos tão acostumados a fazer as compras maquinalmente que somos incapazes até de um boa-tarde no sacolão!  



Este passeio não foi é para fazer compras! É para conhecer o lugar, as pessoas.  Tome café na banca de biscoito ´´com açucar e coado´´, pergunte sobre a carne que está boa, a fruta da estação, uma receita nova. Compre coisas que você habitualmente não compra, afinal, nada como mudar o cardápio de vez em quando ... se é que vocês me entendem... 
Enfim, aproveite que somos privilegiados de termos um paraíso deste a poucos quarteirões da nossa casa. 













Ah, e não existe feira sem a sacola!  Fiquei louca pela sacola de feira verde, tradicional.  Quem sabe das coisas leva uma dessas para o mercado, eu bem reparei! E não sosseguei enquanto não adquiri o meu Sonho de Consumo! Sai de lá feliz da vida com a minha  na mão! 

Que Chanel que nada, lalá! O must have é uma boa e velha sacola de feira de lona original!

E para terminar a manhã, um café na Degryse.  Biscoitos, bolos, doces, mimos e a pura elegância mineira. Não é maravilhoso?!





A nossa cidade esconde segredos incríveis. É preciso ter olhos e coração bem abertos para enxergá-los. E abrir a alma para o novo. Não há nada mais triste do que viver num quadrado. A cidade não é um cubo. Ela é viva, interessante, linda e nossa!








Thanks to: Clô Wanderley e Karina Barbosa, pela companhia e receitas. E ao Almir e a turma do Mercado pela acolhida.

Gatas de botas





´´Não era rico, tinha um belo olhar e um belo porte.
Mas também tinha botas e transformou sua vida e sua sorte.´´
O Gato de Botas




Tirem correndo suas botas de cano alto do armário, lalás! As gatas usarão botas neste inverno.


Podem usar e abusar! Mas deixe guardadinha (por enquanto), as de bico fino e cano médio. Essas estão old fashion.
As botas das gatas são as de cano longo, salto quadrado e bico redondo. Bem hippie, bem 70´s.
Se for de camurça, então, é a glória! E se tiver aquele ar de brechó, lalá está feita!!!!





















































































27 de fev de 2015

Domi e Constance

Dizem que ser  ´´noiva´´ é um estado de espírito. Que só um mercado com profissionais afinados e competentes consegue atender a essas mulheres nesta etapa da vida. Sonhadoras, sensíveis, perfeccionistas. E elas são poderosas! Movimentam um verdadeiro mundo de prestadores de serviços e produtos que tem a obrigação de atender ao sonho do casamento perfeito.

E BH não faz feio, pelo contrário. É um dos mais ativos nesta área. A turma que sabe das coisas neste ramo bateu ponto na Domi, na noite de quinta-feira, para prestigiar Constance Zahn, que lançava sua revista e que veio participar de uma feira.

A Domi estava linda! As noivas ficam loucas lá dentro! Toda a linha de louças, serviços de prata e cristais e utilitários, que fazem as mulheres enlouquecerem!!!!
Os móveis da Commemorare transformaram a loja numa ´´sala de estar´´, as comidinhas do Rullus, a champagne geladíssima, e as flores de Patrícia Andrade, deixaram a noite agradável e linda.











































Grande Dia

E por falar em weddings, a Commemorare tem à disposição das noivas exigentes sua linha Provençal. São mais de 20 modelos de poltronas, sofás, puffs, armários, mesas e cadeiras para transformar qualquer festa em um Grande Dia!


















Como e onde


Eliane Berger é casada com o ex-ministro Guido Mantega e foi diagnosticada com câncer em 2011. Desde então, Eliane luta contra a doença. Esta semana, acompanhada do marido, ela esteve no Hospital Albert Einstein e ao entrar na lanchonete, o casal foi xingado, defenestrado e expulso do local.
O fato dividiu opiniões. Há os que exultaram com a cena e há os que se horrorizaram com a falta de sensibilidade. Ainda não sei  o que pensar. Só sei que a cena lamentável mostra a incapacidade do brasileiro de saber ´´brigar´´, a nossa falta de civilidade e a nossa incapacidade de viver numa democracia.  Por outro lado, o episodio mostra claramente o descontentamento do povo com quem os governa e de que chegamos ao nosso limite com o descaso e a falta de comprometimento. Ou seja: protestar e se indignar é fundamental. Mas devemos saber como fazê-lo.






Para copiar e usar hoje!


Muito barulho

O que são as redes sociais e o que elas fazem é simplesmente inacreditável. Mais de 80% dos usuários de redes sociais (de todas as idades, pasmem!!!!)  passaram o dia de ontem enviando e recebendo mensagem sobre ... a cor de um vestido!!!! É sério! E as explicações eram tão variadas que iam do  nosso humor no momento (quem  estava alegre via o vestido, horroroso por sinal, branco), se tínhamos algum trauma na infância (se você é uma pessoa depressiva o vestido ficava roxo), e até mesmo se você estava com a alma (?) cheia de maldade (neste caso a roupa teria que ficar negra, não?) e por aí vai. Por fim, alguém com bom senso, explicou que este é um dos testes mais comuns do mundo, onde mostra que cada pessoa pode receber uma intensidade de luz nos olhos, ´´dependendo da luminosidade que seu olho está recebendo ao longo do dia, é normal ele compensar ao ver imagens como a do vestido, daí ilusão de ótica.´´
Tanto barulho por nada.




Anna

Vista Alegre já é um sonho de consumo... mas de todas as suas linhas, minha favorita é a Anna.
Chiquérrima, clássica, delicada, tradicional, singela e nobre.




A linha Anna é branca com folhas e guirlandas num tom de dourado nunca d´antes visto! Um dourado meio bronze, meio ouro-velho. Uma mesa com um jogo Anna me lembra almoços de família, lanches aos domingos, casamentos pequenos, batizados elegantes. A tradição em casa. E para poucos.