Pousada Lagoa Azul, Furnas.

Pousada  Lagoa Azul, Furnas.
Paraíso na terra

1 de set de 2015

Lindinha



Christina Han, a chiquérrima diretora da Violet Gray em seu escritório.







Rápido


A fila andou para Kaká. A bela se chama Vanessa Siqueiro Ribeiro e é linda!





Casa


Prometi e cumpri! O novo showroon da Espaço Casa no Kika Gontijo Home. 
Clique aqui para entrar!





A Regra do Jogo

Ai, ai ... mais uma novela das nove na minha vida! Começou ontem A Regra do Jogo, a aposta da Globo para levantar a caída audiência das nove. Eu bem que sonhava com uma novela de época, onde a educação, o drama, a gentileza, o amor, as belas paisagens de outrora, me embalassem no fim de um dia de trabalho.
Mas não foi nada disso! A novela é tensa e rápida! E ... ainda não sei se vai ser boa.


De cara não gostei da abertura! Adoro Alcione, mas não gostei da música nem das imagens. Zero de empolgação. E também de cara, não gostei de Giovanna Antonelli que errou na mão, e está fazendo uma Atena exagerada e caricaturada. Um pouco menos e ela estaria perfeita. E também não gostei do rítimo rápido demais, nem da violência, nem do mau-caratismo dos personagens.

Mas ...  gostei de algumas coisas, como a genial Cássia Kiss, uma das maiores atrizes do Brasil. E gostei também de Vanessa Giácomo, como a mocinha despachada. E tem Suzana Vieira, que está como pinto no lixo! De mega-hair, mini-saia, mandando e desmandando, barraqueira e estrela! Sua personagem Adisabeba, promete abalar o Morro da Macaca!
E tem Cauã! Cada dia mais lindo e cada dia melhor como ator. Cauã derrubou de vez a história de que rostinho bonito não tem talento. Ele tem. É dos bons.
Acabado a capítulo fica a pergunta: vai ser boa? Não sei. Só sei que hoje vou assistir de novo, o que é um bom sinal!





Eu sou você!


Amora Mautner está com tudo. A poderosa diretora da Globo que revolucionou as novelas com Avenida Brasil é um dos principais nomes da emissora dos Marinho hoje. Dizem que seu salário bate na casa dos cem mil. 
Junto com o poder vem, digamos, uma certa arrogância ( leia mais aqui ). Amora manda e desmanda. E fala o que quer.
A personagem exagerada de Giovanna Antonelli na trama me parece inspirada na diretora. A maluquice, a segurança, os trejeitos, as expressões, a risada, o exagero em tudo, a loirice, o look all black. A picaratagem, não, porque se tem uma coisa que Amora é é competente! E independente!

Mas para mim, Atena é o alter ego de Amora.





Couro no primavera


Pretinha básica.



















































Get the look!









Entre Frozen e Barbie


Nem a Barbie sabe mais o que fazer com a concorrência! Mesmo sendo linda, loira, magra e rica, Barbie não agrada mais a todo mundo. Ou talvez exatamente por ser linda, loira, magra e rica é que ela não esteja mais no sonhos das meninas. As pequenas preferem Frozen ( Let it goooooooooo!!!!) Segundo várias pesquisas encomendadas por grandes investidores do setor, as meninas querem cada vez mais heroínas fortes e livres, donas de seu destino. E Barbie, mesmo como todas as profissões que a Mattel inventou para ela, ainda faz selfie no espelho e ... continua linda, loira, magra, rica e ... de plástico. Ou seja: fake.








P.S. 2: podem me bater, me xingar e me jogar na parede, mas um dos poucos Instagrans que vejo é o da Barbi!!!! A-do-ro! Madame Barbie é produzidíssima, impecável e, mesmo que as vezes torpece e faça selfies, ainda é chiquérrima!!




Homens de cinza































O atraso estatizante

Dentre os itens  usados para se medir o grau de desenvolvimento de um país, está a prestação de serviços. Neste caso, o Brasil é subdesenvolvido. No que se refere aos serviços públicos, nem vou comentar. Não há o que falar. 
Mas além de não prestar os serviços obrigatórios de um governo, nossos nobres governantes querem também refrear a modernidade no que se refere os serviços particulares.
Primeiro, a guerra em torno do Uber. Confesso que não sou usuária do aplicativo, embora ande muito de taxi (acho infinitamente mais civilizado!). Mas conheço inúmeras pessoas que usam e só tem elogios para os Uberistas. Todos os países civilizados do mundo usam o Uber, com poucas exceções. E agora, nossos muito nobres vereadores aprovaram um projeto que proíbe o Uber em Belo Horizonte. Não estou entrando no mérito da questão Taxi x Uber. O que estou discutindo é que se um serviço é melhor que o outro, porque não melhorar o pior? Porque não deixar a frota de taxi tão boa quanto o Uber? Porque nós, cidadãos, temos que usar um serviço pior, se existe outro melhor a nossa disposição? Porque somos um país atrasado!

O outro caso que me irritou essa semana, foi da NetFlix! Vocês sabiam que outro  servidor público (ou seja, meu e seu funcionário), o presidente da Ancine, Manoel Rangel, prepara um projeto que irá restringir e taxar os serviços de qualquer tipo de serviços de TV  on demand? E isso incluí principalmente o NetFlix.  E porque? Ah, sim, porque, segundo Rangel, as produções nacionais precisam de proteção. Fala sério?! 
A Ancine quer ´´cotas´´ para filmes nacionais em todos os serviços on demand. Também não vou entrar aqui, no mérito da produção nacional de entretenimento. O que também estou discutindo é que, para proteger um produto que não agrada a todos, ( porque se agradasse não precisava de cota, concordam? Se o cinema nacional fosse todo de primeira linha, para que cota? Todo mundo ia querer assistí-lo!) o nosso governo simplesmente taxa o de melhor qualidade! Ora, não é muito mais óbvio melhorar o que não está bom????? Porque temos que assistir o que não queremos se podemos assistir o que há de melhor? 
É essa mentalidade atrasada de velhos e retrógrados conceitos estatizantes que paralisam o país. E uma parte da culpa é nossa, por não botarmos a boca no trombone. 
#queroUber #queroNetflix











P.S. ando tãoooooo brava esses dias! Meu filho caçula disse que ando ´´faltando a Yoga!´´


31 de ago de 2015

O orgulho de George Clooney

Amal, sempre Amal!
A bela sra Clooney chamou a atenção do mundo esta semana, mas não pelo marido famoso ou pelas roupas no red carpet.

Amal é a advogada do jornalista egípcio Mohamed Fahmy,  preso desde 2013, acusado de divulgar
notícias da chamada Primavera Árabe, sem autorização. O julgamento de Fahmy é acompanhado pela imprensa do mundo inteiro, já que o que está em jogo é a liberdade de expressão dos meios de comunicação.
E Amal foi dura. Mandou um recado ao presidente egípcio: segundo ela ´´ não há evidências que sustentam nenhuma das acusações. O que ocorreu envia uma mensagem muito perigosa de que no Egito, os jornalistas podem ser presos simplesmente porque querem fazer seu trabalho que é dizer a verdade e informar a notícia.´´
Ela não é o máximo???? 









Sonho de consumo!




P.S. amanhã mostro o novo showroon da loja!

Niver


Quem sopra velinhas hoje é minha amiga querida, Rachel Naves.
Parabéns, Chel!!!!
Que Deus te abençoe!!!!




Clássicos


Dois clássicos de volta:
bolinhas e dourado.
Amo muito os dois!

E podem me bater, me xingar e me jogar na parede, mas eu sou louca por uma bolsa dourada!!!!! 













Noivas


Ruth Amaral já recebeu os importados para as noivinhas do próximo ano.



Para copiar e usar hoje!


RL forever.



Ralph Lauren em campanha da sua marca nos anos 80.




Ana Paula e Fernando


Clássico e elegante. Foi assim o casamento de Ana Paula Junqueira e Fernando Terassi.








Ana Paula queria muito um casamento tradicional. E nada mais elegante do que tradição.
A começar pela escolha da igreja: a imponente São José, a mais tradicional de Belo Horizonte. 



















  O convite, um clássico de  Hilton Impressos (tradição é tradição!) , tinha envelope de pergaminho fechado com um lacre de cêra com o monograma dos noivos e uma capa onde se repetia o AF. Como o noivo é de São Paulo, a família da noiva, teve a ideia de trazer na contracapa as fachadas da Igreja São José e do Automóvel Clube, duas das maravilhas da arquitetura de Belo Horizonte.











Ana escolheu Taís Teixeira da Costa para fazer seu vestido. Taís é a darling das famílias tradicionais mineiras. O modelo clássico em renda tinha véu de 6 metros. A tiara, de cair o queixo, da Talento e os brincos pertenceram à  avó materna. Isso sim é que é luxo!













As demoiselles estavam lindinhas de Laçarote,  e um dos  pajens, Arthur, levou as alianças  na mesma salva de prata usada há quatro gerações pela família! 




















A festa, no Automóvel Clube, para 450 ´´talheres´´, foi animadíssima e emocionante. 
No Salão Dourado, decorado com fotos da família,  foi montado um ´´Salão de Jantar´´ com 16 mesas de 10 lugares com candelabros de velas e flores brancas.  O Buffet Rullus inovou com 2 "GastroBar",  um do "Mar" e outro da "Terra", onde seis  chefs preparavam os pratos ao vivo na frente dos convidados.
Na Antessala foi montado o ´´antepasto´´ e no Salão Príncipe de Gales ficou a Boate montada pela Equipe 1. O DJ, Luís Maranhão,  de São Paulo.
Já  o terceiro andar, o tradicional Salão Verde, recebeu um  ´´Salão de Jantar com Massas´´ preparadas ao vivo.  Uma "Homenagem à Família Pugno Terassi" de origem italiana.































O bolo, de Elisa Castro tinha sete andares! Uma coisa de lindo! Já os doces ... um luxo! Embrulhados pela craque Eliana Gualberto Ribeiro formando borboletas e flores. Quase uma jóia!





A mesa do café, outra surpresa! A mesa tinha nada menos que 180 xícaras antigas de modelos diferentes, trazidas da Europa para o casamento! Um deslumbre de encher os olhos! 





























































Apaixonados, felizes e realizados, os noivos partiram para  honey moon na Itália. E na volta, vão residir em São Paulo, com o amor e a  benção das famílias. 

Um casamento de sonho. 











A Condessa Descalça


A condessa Descalça



O Telecine Cult exibe esta semana,  de meus filmes preferidos: A Condessa Descalça, com Ava Gardner e Humphrey Bogart.


A enredo é a clássica história trágica da ascenção de uma jovem, bela e talentosa atriz no mundo cruel de Hollywood. A atriz, claro, é Ava Gardner, mais linda do que nunca, no papel de Maria Vargas.
Humphrey Bogart está envelhecido _ morreria três anos depois_ mas charmosíssimo, completamente Humphrey com seus cigarros e seu indefectível  trench coat.






















Ava está uma coisa! Linda, sedutora e talentosa. Na cena em que ela se bronzeia num iate e dança num acampamento cigano os homens literalmente ficam sem fala (e muitas mulheres também!), não é a toa que ela foi por causa deste filme que ela passou a ser chamada de ''o mais belo animal do mundo''.













 ''Ela não me olhou por mais do que uma batida do coração e ainda assim eu soube que nunca mais a esqueceria''.


Não é lindo?!










A direção é de Joseph Mankiewicz. O cenário e o figurino são de cair o queixo. Os vestidos e as jóias de Maria, o castelo na Itália, as festas, o cavalheirismo, a beleza de Ava, a narração em off, os diálogos e frases marcantes:

'' A vida muitas vezes se comporta como se tivesse visto muitos filmes ruins, onde tudo se ajusta certinho demais: o começo, o meio e o fim.''


Um filmaço como não se fazem mais hoje. Com atores que se tornaram lendas.