Commemorare

17 de jan de 2018

Get the Look


Branquinha



















































Assédio ou paquera?

Ontem fui jantar na Bonomi (um dos meus lugares favoritos) e o assunto foi o post sobre o texto de Catherine Deneuve no blog.  Je sui Deneuve ou Je déteste Deneuve. Eis a questão.
Eu, Kika, sou completamente Deneuve. Não gosto do politicamente correto, da pompa americana de fazer tudo certinho, da postura arrogante do perfeito onde nada sai  fora do script. Eu gosto é do tortinho, do fora da curva, do rebelde, do que muda as coisas, do que rompe com os padrões. Só por aí já sou muito mais Deneuve do que Trump! 
   Entre Deneuve e Trump a pergunta é:  qual o limite de uma cantada? Qual a diferença entre paquera e assédio? Até onde o homem pode ir?  Qual a linha que separa o ´´sim´´, o ´´talvez´´ e o sonoro ´´não´´?  Não estou falando aqui de violência, crime, nem coação. Estou falando dos acontecimentos corriqueiros pelos quais todas as mulheres  - e  todos os homens - passam ao longo da vida
 Por exemplo: se um Zé Mané, chato pra burro, insiste em te chamar para ir para o quarto dele é assédio? 
Agora se  um homem, por quem você arrasta uma asa danada, te chama para ir para o quarto, aí vira cantada ou ainda é assédio?
  Então o  que separa cantada de assédio é o interesse do outro? Ou é a forma do convite?  
Se o Zé Mané te fizer uma proposta indecente insistentemente é assédio, não é? Mas e se for o George Clooney? Continua assédio ou aí vira  cantada?   
Se o seu chefe bonitão e disponível te manda flores, é assédio, cantada ou ´´falta de noção´´? 
Agora, se o seu chefe horroroso e grosso te manda flores é paquera? Ou ele está te assediando? 
Quando você passa  por uma construção e o pedreiro grita ´´gostosa´´, você vai logo chamando a polícia porque é assédio? Ou você vai rir da cantada? 
Não são só os homens que estão perdidos... nós mulheres também estamos sem saber qual o limite. Estamos sem saber se gostamos de uma boa paquera ou se apenas nos acostumamos a elas. Se precisamos dizer sempre ´´não´´, porque se dissermos ´´sim´´ concordamos com o ´´assédio´´.  Estamos sem saber se quando o pedreiro não fala mais ´´gostosa´´ é porque a gente está feia mesmo ou se ele já sabe que chamar uma mulher de ´´gostosa´´ é o tal ´´assédio´´. 
Tá tudo muito complicado, não?!





King




16 de jan de 2018

Touché!


A pergunta é: porque, meu Deus, não inventaram isso antes????

O Magic Retouch da L´Oreal promete esconder as raízes brancas  em apenas 3 segundos!!
É o fim do desespero quando as raízes aparecem e ainda faltam 3 dias para pintar o cabelo!

Eva Longoria, neste vídeo ilustrativo, mostra que é verdade!










O spray é vendido é cinco cores que se adaptam a todos os tons de cabelo.








Pode ser encontrado em todas as farmácias e lojas de beleza. Na Araújo, por exemplo, ele custa R$32,00!!!!








Para ser sincera, eu ganhei o meu ontem, então ainda não usei. Mas estou louca para experimentar!










Get the Look






Delicada






15 de jan de 2018

Dias de verão































Bom Programa


Vocês já ouviram falar em Gisberto Salce Junior?
Nem eu, até ontem.
Até assistir a excelente ´´Gisberta´´,  no CCBB.
A peça conta a trágica história da transexual brasileira brutalmente assassinada na cidade do Porto em 2006.  A morte de Gisberta chocou Portugal e foi responsável por uma profunda transformação na sociedade portuguesa em relação ao direito dos gays, transexuais e das minorias de um modo geral.
Nos anos que se seguiram à morte da brasileira, o legislativo português criou uma série de leis voltadas para a igualdade de gêneros, com o objetivo de garantir as pessoas trans maior acesso à Justiça, à educação e ao emprego. Além disso, foi aprovada a concessão de asilo a transexuais estrangeiros em risco de perseguição.
Luis Lobianco, o único ator em cena, interpreta magistralmente os personagens que conviveram com Gisberta, desde a infância em São Paulo, até a fama na Europa. Embora a história seja trágica, a peça é divertida e emocionante.  Mérito de Luis, que ora se transforma em um travesti, ora na irmã afetuosa, ora nos carrascos de Gisberta, com um talento grandioso.  Ora nos fazendo rir, outras nos fazendo chorar.
A produção de Claudia Marques  é impecável e  a direção é de Renato Carrera é perfeita. Ao fim do espetáculo, Lobianco foi aplaudido de pé por mais de 10 minutos. Merecidamente.
A peça fica em cartaz até fevereiro no teatro do CCBB.
O Bom Programa de sábado inclui uma volta pela Praça da Liberdade antes da peça começar e um jantar demorado no Café com Letras depois. 
Tem coisa melhor para um sábado?









Clássico de verão


Loewe basket bag.

Adorei.












Adeus, Gwyneth!

O boato de que estariam namorando já tem alguns meses, mas até então ninguém havia flagrado Chris Martin, do ColdPlay, e Dakota  Cinquenta Tons de Cinza Johnson, juntos.
Até ontem. Os dois chegaram juntinhos ao restaurante SoHo House em Malibu e não esconderam o romance.




Um Reino Unido


Bom Programa para o domingo de chuva:

O filme da NetFlix, Um Reino Unido.

A história real do amor do rei de Bostswana e sua mulher, a inglesa Ruth Willians, que tiveram que lutar contra o poderoso Império Britânico para ficarem juntos.

O filme não tem nada de mais, mas a história do casal é linda e emocionante e realmente Saretse e Ruth levam seu país e conquistar a independência.








Cabana

´´Eu não vendo roupas e acessórios. Eu vendo um estilo de vida´´
RL


Ralph Lauren Cabana.

O conceito de vida rural de RL reunido um belo livro.


P.S.  entenda-se que ´´cabana´´ para Lauren, não é bem  ´´simplicidade´´...







































Me dá um papel!

Paula Fernandes estreia na  novela Deus Salve o Rei, como uma freira que canta.

Paulinha, a cafoninha, pediu ao diretor Fabricio Mamberti, um papel, qualquer que fosse. A cantora quer muito  exercitar seu lado atriz. 


12 de jan de 2018

Imperdível


Bom gosto e talento.



Get the Look


Bye Bye


E Julia se foi!
Sem aviso prévio, nem despedida emocionante, o Petisco, site bombado de Julia Petit, saiu do ar.
Julia foi a precursora dos tutorial de maquiagem, tem milhares de seguidores nas redes sociais e tinha o programa Penteadeira.
Em seu último video, ela conta que vai tirar um ano sabático. Hum... não sei não... 
Pode até ser, mas não pareceu muito convincente. O tempo dirá.

Divertida, inteligente e cheia de personalidade, la Petit vai fazer falta.




Lealdade


´´A lealdade é uma das melhores qualidades que alguém pode ter, pois se caracteriza como fidelidade aos compromissos assumidos, valendo-se do respeito a princípios e regras atrelados à honra e à probidade, assim como se encontra descrita em dicionários. Em tempos de supervalorização das aparências e de relacionamentos interesseiros, pessoas leais se destacam, uma vez que seus princípios não se enfraquecem sob os apelos de uma vida supérflua.
Pessoas leais mantêm firme tudo aquilo que compõe a própria essência, em sua vertente mais humana, entendendo que nada pode ser mais forte do que a confiança que se transmite, através de um comportamento ético e coerente. Conseguem discernir entre o que é passageiro e o que é para sempre, ou seja, não se iludem com o que possa vir fácil, mas sem trazer contentamento íntimo. Dessa forma é que confiamos nessas pessoas, pois sabemos que guardarão o que lhes dermos, na melhor parte de seus corações.
Pessoas leais amam com inteireza, doando-se integralmente, pois têm noção de que relacionamentos sobrevivem a muita coisa, menos à falta de verdade e de reciprocidade. Olham para muito além do próprio mundo, do próprio umbigo, enxergando o outro e colocando-se no lugar de quem está ao seu lado. São conscientes de que é dando que se recebe, de que a vida sempre retorna aquilo que se oferece. Isso lhes enche de esperanças.
Pessoas leais são sinceras conosco, portanto, não falarão mal de nós aos outros, simplesmente porque tentarão sempre se acertar com a gente, de perto, olhando nos olhos. Podem mudar de cargo, de emprego, de cidade, que jamais se esquecerão daqueles que sempre estiveram ao seu lado. São gratas e, por isso mesmo, sempre avançam, mantendo junto de si aqueles que fizeram parte de sua jornada com verdade e sinceridade. Sabemos que sempre poderemos contar com elas.
Não nos enganemos pelas aparências, as pessoas são muito mais do que aquilo que mostram – há um mundo dentro de cada um de nós. Manter junto quem for verdadeiro e confiável sempre nos poupará de problemas futuros. Não precisamos ser legais com todo mundo, mas é essencial sermos leais a quem amamos e nos ama com sinceridade. Sempre.´´
Marcelo Camargo





Bottega


Bottega Veneta Piazza.











10 de jan de 2018

Je suis Deneuve ou O Amor Aos Homens

Dois dias depois do protesto das atrizes americanas, as francesas (sempre elas), publicaram um manifesto a favor ... dos homens!
Encabeçado por ninguém menos que Catherine Deneuve, o texto defende o direito masculino de fazer ´´cantadas´´, ainda que insistentemente. E que há uma enorme diferença entre o estupro, a violência e a coação e boa e velha sedução: ´´a paquera insistente, desajeitada, não é delito. Nem o galanteio é uma agressão machista´´.
As francesas alertam que os movimentos não deixam espaço para que os acusados se defendam e colocam no mesmo nível criminosos violentos e homens que insistiram numa cantada com mulheres que não os queriam. E terminam alfinetando que:  esta ´´caça às bruxas´´,  deixa em segundo plano o que realmente importa para as mulheres: o combate à violência, ao extremismo religioso que as oprime e aos reacionários que só veem o sexo feminino como como uma criança. 
Como sempre, as francesas deram um show de savoire faire e sensatez. E mostraram ao mundo porque elas entendem como ninguém da arte do amor, do relacionamento e da sedução.
Je Suis Deneuve!




9 de jan de 2018

Get the Look


Glorinha Paranaguá





Glorinha Paranaguá faz as clutchs mais desejadas entre as lalás antenadíssimas e de bom gosto.


Quem é ela? Ah, vamos lá:


Nascida no Rio de Janeiro, Glorinha morou, e conheceu bem, o mundo inteiro, graças ao seu casamento com o diplomata Paulo Henrique Paranaguá.
Conheceu políticos, cabeças coroadas (era amiga do duque e da duquesa de Windsor) e recebia para jantar na embaixada, Evita Perón.
Para as festas, escolhia maravilhosos YSL, Chanel e Cristobal Balenciaga.














Com a aposentadoria do marido, Glorinha voltou para o Brasil e decidiu realizar seu sonho: fazer bolsas.


A vida agitada de esposa de embaixador, trouxe-lhe experiência, bom gosto e muito pique para trabalhar.
E ela ainda teve a sorte de ter a chiquérrima Naná Paranaguá (casada com seu filho Pedro) como nora!


Naná, além de elegantérrima, trabalhou anos na Fiorucci e Maria Bonita.


























Hoje, Glorinha e Naná tem uma loja em Ipanema, onde também funciona o ateliê. A marca ''Glorinha Paranaguá'' é vendida nas lojas mais sofisticadas do Brasil e do mundo.


Sua famosa clutch de bambú (onde você escolhe a cor do pingente) é o sonho de consumo desta que vos fala e de todas as lalás antenadas. Suas bolsas são desenvolvidas com materiais de primeira, acabamento primoroso e detalhes charmosíssimos. E por isso não são baratas, mas valem cada centavinho pago.


No último Prêmio Moda Brasil, Glorinha recebeu merecidamente, o prêmio de melhor designer.


Não é um luxo ter uma ''Glorinha''?!











Quem usa Glorinha Paranaguá: