Marília Peres Cakes

31 de out de 2016

O figurino de Janela Indiscreta

É mais do que compreensível que Janela Indiscreta esteja na lista dos 50 melhores filmes.
Hitchcock mostrou neste triller porque é um gênio.
Mas aposto que as mulheres do nosso Clube do Filme que assistiram a Janela Indiscreta esta semana, vão se lembrar do longa não por causa da genialidade do diretor, mas por causa de Grace Kelly!

Grace está simplesmente deslumbrante como Lisa Carol Fremont, a sofisticada diretora de moda de uma loja de departamento de NY.
Dividida entre o amor pelo fotógrafo durão, L.B. Jeffries, e o mundo glamouroso da moda e do high society, Lisa precisa provar ao amado que também é uma mulher corajosa.


Grace Kelly conseguiu! Ficamos todos apaixonados por Lisa!











Além da beleza de Grace, o filme fez sucesso pelo figurino.
Desenhado pela figurinista Edith Head, a queridinha de Hitch e de outros diretores famosos, o figurino merece esse post à parte. 
























O figurino de Janela Indiscreta é um dos mais famosos do cinema. 
A ideia era mostrar a personagem  Lisa  como sendo sofisticada e BCBG, mas ao mesmo tempo uma mulher moderna, que trabalhava, se divertia e era independente. Edith acertou em cheio.


As roupas de Lisa:

A primeira cena de Grace como Lisa, já deixa o telespectador sem ar.  Lisa entra em cena usando  primeiro  um vestido de saia vaporosa e corpete preto. Ela anda pelo pequeno apartamento e a saia acompanha o movimento do seu corpo. Inesquecível.















Edith foi perfeita nas escolhas tanto das roupas quanto das jóias, feitas especialmente para o filme.

O colar de pérolas foi feito pela  Tiffany.  E o bracelete de berloques que enlouqueceu as mulheres da época (e eu também!!!), foi desenhado pela própria Edith e executado pelo joalheiro de Hitchcock.
Sonho com esse bracelete dia e noite ...

O tailleur verde-celadon foi inspirado nas criações de Balenciaga que faziam um tremendo sucesso na época. Eidth e Hithcock escolheram juntos a cor e a ideia da blusa frente-única foi do diretor, que queria que Lisa parece sexy para o amigo detetive que vai visitar Jeffries.

Grace gostou tanto do tailleur e da pulseira que ficou com as duas peças!












































Numa das cenas, Lisa resolve passar a noite na casa do namorado, coisa impensável para uma moça de classe da época (ai, ai ... como os tempos mudaram, hein?!). Mas ninguém nem liga para a moral e os bons costumes quando Lisa aparece vestida com uma camisola de seda e um robe du chambre esvoaçante. 

Quando Grace entrou no set para gravar não tinha um homem (ou mulher) que não virasse o pescoço para vê-la.










Edith Head:


Edith Head é uma lenda em Hollywood. Em seus 40 anos de carreira fez o figurino de mais de 40 filmes, vestiu todas as atrizes importantes do cinema, foi indicada 35 vezes ao Oscars e levou para casa nada menos que oito estatuetas.

















Edith era tão poderosa que não só fazia figurinos, mas ditava moda. É dela a ideia das mulheres ladylike, que balançavam suas pérolas, as bolsas pequenas e duras de couro de crocodilo, os escarpins de bico fino e salto médio, os cintos por cima dos vestidos e o famoso Vestido Preto Básico.











Todos os diretores queriam trabalhar com ela, porque sabiam que o sucesso era garantido. 
É de Edith o figurino de Grace Kelly em Ladrão de Casaca (foi durante as filmagens deste filme que Grace Kelly conheceu o príncipe Rainier de Mônaco), e o famoso e copiado figurino de Audrey Hepburn em Bonequinha de Luxo.









Além dos figurinos, Edith ficou famosa pelas suas frases de impacto, sua paixão pelo trabalho e pela vida pessoal guardada a sete chaves.
Foi ela quem ensinou para as aspirantes a diva hollyodianas que:
´´Um vestido precisa ser justo o suficiente para mostrar que você é uma mulher
e largo o suficiente para mostrar que você é uma lady´´.
Algumas aprenderam a lição. Outras não.
Grace Kelly e Audrey Hepburn, as preferidas de Edith, aprenderam.


Uma vez Edith foi chamada para desenhar uma coleção para uma loja de departamento. Ela se recusou, disse que não era estilista, era uma ´´operária do cinema´´. 




E perguntada da razão do seu amor pelo figurino, e se a moda não era uma bobagem,  ela disse uma de suas mais célebres frases:

´´Eu acredito firmemente que você pode ser o que quiser 
se tiver vestido para isso.´´
Eu também, Edith. Eu também.



No filme Os Incríveis, Edith foi eternizada como Edna Mode. A franja, os óculos redondinhos, a competência e o temperamento difícil, fizeram da personagem Edna uma das mais queridas do filme.


Desde Janela Indiscreta, Hollywood criou e desmoronou várias atrizes, diretores, figurinistas. Mas nenhum deles chegou aos pés de Hitchcock, Grace Kelly e Edith Head.























2 comentários:

Marinez disse...

Uma das mais lindas!!!!!!!

Anônimo disse...

Grace para sempre Kelly !
Maria Eugenia Couri