Cineart BH

28 de jun de 2018

A casa de Ricardo Tozzi


Há cinco anos, o ator Ricardo Tozzi percebeu que precisava mudar da antiga cobertura onde morava na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, e buscar algo menor e mais simples. “Sou paulista e nunca fui muito de praia. Gosto mesmo de mato e de arquitetura”.








Foi quando decidiu que teria na cidade um pequeno apartamento para poder investir em um sonho antigo: ser dono de uma casa de campo, com horizonte, piscina, jardim e paz de espírito. Os fins de semana, então, se tornaram necessários para as idas e vindas aos arredores de Itaipava, na Serra Fluminense, à procura de algo que preenchesse suas exigências – poucos vizinhos, vista aberta e implantação discreta no terreno eram algumas delas.

“Desde cedo, aprendi a desenvolver um olhar crítico para o universo artístico. Sou sobrinho da designer Etel Carmona, o valor estético está no sangue”, diz. “Queria algo inspirado no visual dos castelos europeus, com fachada de pedra, sólida e aconchegante, mas, ao mesmo tempo, com traço limpo e contemporâneo.”






















A saga para encontrar a propriedade perfeita foi longa. Ricardo percorreu várias cidadezinhas até chegar a Secretário, um vilarejo bucólico com estradas de terra e fazendas por todos os lados. O clima despretensioso agradou logo de cara, da feirinha de produtos orgânicos ao jeito de interior. Vários amigos já tinham propriedades por lá, e quando visitou o terreno de 40 mil m², em um condomínio voltado para a encosta da montanha Maria Comprida, logo percebeu que, enfim, tinha achado o seu canto. “Pensava em comprar uma casa pronta e reformar. Mas quando vi o pôr do sol aqui não tive dúvidas. A imagem do vale ficou impressa na memória. Era esse visual que eu precisava para ser feliz”.























Imagens: Casa Vogue

Um comentário:

Anônimo disse...

Muito linda!😍