Juliana Ronacher

Juliana Ronacher
Dermatologia avançada

25 de mai de 2018

Bem feito, Kika


Se tem uma coisa na minha vida da qual eu tenho horror é de me tornar uma pessoa bitolada
Acho de uma ignorância atroz aquelas pessoas que não leem uma revista porque a revista é de direita,  que não leem um jornal porque ele é de esquerda, que não escutam uma rádio porque o Lula fala nela, que não veem um programa de TV porque apoia o Bolsonaro, que não seguem quem discorda delas, que não ouvem quem está do outro lado, e que são incapazes de entender que só porque elas pensam ´´assim´´  não quer dizer que o ´´assim´´ seja o certo,  e muito menos que o mundo inteiro tenha que pensar igual. 
Gosto de ouvir todos os lados. Principalmente ouvir quem não concorda comigo. Isso é tão óbvio. Se alguém pensa igual à você  porque cargas d´água você vai insistir em conversar com ela? Não é muito mais interessante ouvir quem discorda de você? Bom, eu acho.
E acredito firmemente que só assim desenvolvemos o tão necessário senso crítico.

Por isso, eu sigo a Mídia Ninja, mesmo que quase sempre eu discorde de tudo e a Jovem Pan.

Dia desses, lá estava o Boulos. O homem tem o velho discurso eleitoreiro que o povo adora, mas que a gente sabe que não funciona e muito carisma.
Quando eu estava quase simpatizando com o sujeito ele me saia com as seguintes pérolas:
 1) Cuba não é uma ditadura. 2) A Venezuela também não é uma ditadura  4) Temer deu um golpe 3) Nicolás Maduro foi eleito num pleito limpo e justo e escolhido democraticamente pelo povo...

... fala sério, Boulos. Você também acha que Michael Jackson e Elvis não morreram?????


Bem feito pra mim que insisto em ouvir os dois lados. 




3 comentários:

Helena da Silveira disse...

Porque então ele e a família não vão morar definitivamente em Cuba ou na Venezuela?

Anônimo disse...

quando fala de moda Kika é muito boa. Quando imbica pra política é otima. Dá pra nós uma palhinha como estão as coisas por aí em Minas, pra que agente possa enterrar seus políticos de vez.

Anônimo disse...

Eu também ouvi a entrevista, não votaria nele e achei o fim da picada falar que Cuba e Venezuela não são ditaduras. Mas é importante termos políticos fazendo esse contraponto e acho que ele faz um trabalho louvável no MTST. O que mais me impressionou (pq acho que essa esquerda radical só quer “causar” quando fala de Cuba e Venezuela) foi a falta de noção da Vera, acusando o MTST de colocar em risco a vida dos cidadãos, ao invadir prédios impróprios para moradia. Oi? Esse pessoal conhece alguma favela? Sabe como as pessoas vivem? A alienação de quem parece não saber o que é a vida do pobre (e que está pouco se lixando quando mora na favela, e não em um prédio abandonado, de preferência bem longe da área nobre) e, muitas vezes, além de morar em um local totalmente inapropriado, passa horas do dia no trajeto casa/trabalho/casa.