AbatjourdeArte

7 de fev de 2017

A que ponto chegamos


Até este ano, todos os meus verões eram passados no Espirito Santo. Adoro este estado, acho Vitória uma belezura.
Comentei aqui no blog inclusive, como uma boa administração pode transformar de fato um estado e melhorar a vida de quem lá vive. No caso eu me referia a excelente administração de Paulo Hartung, o ex-governador.
Fiquei horrorizada com as cenas de selvageria vistas no Espirito Santo esses dias. Chocante!
A população acuada, amedrontada, refém de bandidos e sem a menor proteção ou segurança de quem recebe para isso.
A greve da PM do estado é por aumento de salários e melhores condições de trabalho. Sem querer entrar no mérito da questão, está tudo errado!
Aumento de salário numa época onde estamos todos nós apertando o cinto? Não estou dizendo que os policiais não mereçam, merecem muito mais! Estou dizendo que não é a hora. 
Além disso, a polícia é um setor essencial ao funcionamento da ordem nacional, precisamos dela para viver, sair, trabalhar. É o mesmo que todos os médicos da cidade ficassem em casa! Não pode! A profissão de policial tem este ônus. 
Minhas amigas que vivem em Vitória não levaram seus filhos à escola e nem foram trabalhar. Passaram o dia trancadas em casa, assustadas e angustiadas, à espera de alguém que proteja suas famílias.
Simplesmente um absurdo.




Nenhum comentário: