Doux Jóias

8 de fev de 2017

A cidade de Racuel Távora Mancini


´´Feliz do homem que verdadeiramente conhece a sua cidade´´.

Quem de nós pode falar que ´´sim´´? 
Minha grande amiga Racuel Távora Mancini pode, e de boca cheia!
Racuel conhece como poucos o centro de Belo Horizonte, local que escolheu para trabalhar.
Seu escritório localizado entre as ruas da Bahia e Guajajaras é simplesmente um charme.
Designer de jóias por formação, Racuel passou os últimos 12 anos à frente do atelier da Talento Jóias. Em 2016, depois de muito refletir, Racuel optou por outros caminhos. A saída foi elegante, como o são ambas as partes.´´ Tudo o que sei, devo à Talento. Não consigo separar minha vida profissional de lá. Foi lá que aprendi tudo sobre pedras, gemas, forma e design. Foi lá que aprendi a trabalhar. Tenho um amor enorme pela Talento. Se não fosse o susto que a vida me deu, ainda estaria lá´´.
E depois de passado o ´´susto´´, ela pôs mãos à obra!
Mudou-se com flores, mesa, cadeira e disposição para o escritório que o marido - o artista plástico Alexandre Mancini - tem no centro da cidade. Em pouco tempo, já virou a darling da região.




















Passei um dia com Rachel pelas ruas que ela frequenta diariamente. Não há camelô, vendedor, dono de loja, que não a conheça!!!
Não é para menos! Racuel é chiquérrima. Aquela elegância BCBG, que vem de dentro, no modo de falar e de se portar. O cabelo negro como as asas da graúna, a pela branca perfeita, o sorriso franco e o batom vermelho. Pode passar despercebida? Claro que não!!!! E ela ainda completa tudo isso com roupas incríveis, bijoux deslumbrantes e um leque antigo!

Racuel começa o dia com um café no Café Khaluá, onde tem até mesa cativa! De lá, sobe para o escritório, vestida um caftã coloridíssimo, comprado de um senegalês. 
Na hora do almoço, ela anda pelas ruas e conversa com todo o mundo. O porteiro conta um caso, o camelô conta outro, a garçonete mostra um buraco no passeio, o pedinte dá  bom dia.
E lá vai ela, colorida e sorridente!!!





































Para o almoço o lugar escolhido foi o tradicional Edificio Maleta. Ela sugere o Arcangelo, onde comemos um peixe divino, acompanhado de saladinha fresca e um suco geladinho. Tudo por um preço inacreditável! 
Saindo de lá, andamos pela rua da Bahia, passamos no Museu Inimá de Paula e visitamos o comércio local. Racuel tem bom olho e numa lojinha de 1,99 garimpamos verdadeiros tesouros!!!!
Mais um café no Khaluá seguido de um pedaço de pudim ´´sem culpa´´  e mais trabalho!






















Entre flores, lápis e papel, Racuel faz planos e desenhos. A inspiração vem do mundo que a cerca, dos afetos, das experiências. Transformar a pedra e o metal são só mais um desafio para esta filha de portugueses que sabe como ninguém que Fernando Pessoa tinha razão quando disse que :
´´Ao que vê felicidade no outro
tudo é sol.
E ao que nada espera
tudo é grato´´







5 comentários:

Anônimo disse...

AMEI AMEI AMEI!!! Já vou programar um dia de folga para fazer este itinerário!!!

Bjs, Mari

Anônimo disse...

Parabéns por valorizar as coisas boas e únicas de sua cidade. Cada cidade tem seu charme e sua história, mas tem gente que, infelizmente, só valoriza a cidade dos outros e de outros países. Sua fã de Belém-Pa que ama BH.

Anônimo disse...

Kika e Raquel super parabens pelo post! Vcs duas são top!
Melhor blog do mundo. Amo!!

Anônimo disse...

Imagino esses dois antenadíssimos pares de olhos vagando pelo centro da cidade !
Vocês são mesmo duas queridas !
Abraço carinhoso ,
Maria Eugênia

Anônimo disse...

Eu quero um cafta desses! Lindo!