Villa Maria

10 de mar de 2018

Eu e Márcia

Ontem, no Dia Internacional da Mulher, tive o privilégio de ouvir e depois jantar com Márcia Tiburi.

Confesso à vocês que se me dissessem que eu iria ouvi-la e ficar de queixo caído, eu iria dizer que era loucura. Que não era eu na plateia, que deveria ser um clone ou alguém muito parecido comigo.

Mas Márcia foi uma das grandes surpresas que tive nos últimos tempos.

Eu e ela temos opiniões distintas no que diz respeito à política, e em mais meia dúzia de assuntos. Porém, temos também o mesmo amor pela liberdade, o mesmo respeito às diferenças, a mesma vontade de sonhar (e fazer) um país melhor, a mesma sede do conhecimento, a curiosidade sobre a vida, a paixão pelos livros, pela cultura e pelas pessoas.
Obviamente para conversar com ela de igual para igual eu teria que nascer com um novo cérebro, um QI dez vezes maior e passar toda a minha vida dentro de uma biblioteca, mas como isso é impossível, tive que me virar com o pouco que sei mesmo.
Márcia é inteligente (muito mais do que vocês possam imaginar), é charmosa, bonita, carinhosa (eu a vi conversando com o marido e posso garantir para vocês que ela é um doce!). Ela é articulada, simpática, antenada e sobretudo, corajosa. De todas as suas qualidades, essa foi a que que mais me chamou a atenção.

Sim, porque não é fácil assumir, como ela faz, posições tão firmes sobre tantos assuntos. E ela não só assume, como grita alto para o mundo ouvir e, ela  não faz concessões. 
Num tempo onde o conhecimento quase ofende,  onde as redes sociais nos  encurralam na mesmice, onde pensar e falar tornou-se perigoso, Márcia é quase um oásis de firmeza e ao mesmo tempo, de liberdade.
E ainda que andemos em estradas diferentes na política, saber que ela defende com tanta garra suas posições, me faz pensar que são pessoas como ela que farão do Brasil um país melhor. Porque são os inconformados, os corajosos, os bravos que transformam o mundo.




7 comentários:

Anônimo disse...

Infelizmente Márcia não dá!!

Anônimo disse...

Mas a foto tá horrorosa!

Viviane disse...

Desculpa Kika, mas para
mim, só de defender o PT não é tão inteligente assim...

Ruth disse...

Kika, Marcia não quer fazer do país um lugar melhor. Ela é extremamente autoritária, não respeita as diferenças, tem uma visão totalmente infantil do mundo, não sabe lidar com a realidade, diz uma coisa e faz outra, pra vc ter uma ideia, acabou de se filiar ao PT, o partido mais corrupto do país. Veja o que ela fez quando se deparou com o Kim Kataguiri para um debate: saiu correndo, dizendo “Deus me livre” esse Kim é um louco, ele nao sabe dialogar, que as deusas me protejam, socorro, com ele eu não falo.... foi patético. Ao mesmo tempo, ela é autora de um livro “como conversar com fascistas”. Ora, a louca escreveu um livro e não conseguiu fazer o que ela mesmo ensinou? Não se deixe encantar por esse tipo de gente. Outro dia ela defendeu o assalto! É uma pessoa totalmente amoral, com valores invertidos. Se ela leu muito a vida inteira, só leu porcaria. E ela é feia pra caramba. A doçura dela é só pra fora. Na alma, ela é uma tirana.

Anônimo disse...

Que pessoa amarga és Dona Ruth. E ainda desinformada.

Viviane disse...

Kika, me desculpe , mas só por ser petista e defender esses corruptos pra mim não é inteligente ou é mau caráter!

Anônimo disse...

Realmente quem se filia ao PT agora , depois de TUDO que fizeram e preconizam , não pode ter cabeça boa.