AbatjourdeArte

28 de dez de 2016

Para não nos esquecermos


Existe uma diferença abissal entre ser católico e ser cristão. Ser católico é ser um seguidor da Igreja Católica, a igreja de Pedro: ´´tú és pedra e sobre ti edificarei a minha igreja´´. A igreja é formada por homens. Homens bons, homens egoístas, homens vaidosos. Ela é viva, e vive de acordo com os tempos. Tempos de guerra, tempos de paz, tempos duros, tempos liberais. Nós, católicos, podemos ou não acompanhar a nossa igreja. 
Ser verdadeiramente cristão é bem mais difícil. No mundo de hoje, é quase impossível.
Seguir fielmente os ensinamentos de Jesus Cristo não é para qualquer um. Madre Teresa de Calcutá era uma  verdadeira cristã. A santa Madre mostrou ao longo de sua vida, a simplicidade, a devoção, a doação, a caridade, a humildade que o filho de Deus queria tanto que seus filhos aprendessem. 
Não foi fácil sair de um convento  e fundar sua própria congregação, As Missionárias da Caridade,  e passar a vida a se dedicar aos chamados ´´intocáveis´´: os miseráveis, marginalizados, doentes, moribundos, esquecidos.
Nesta época do ano, Madre Teresa deveria ser lembrada nos lares e nos corações.
Para não nos esquecermos dela, o filme As Cartas de Madre Teresa é uma benção.  Ele conta a troca de correspondência entre a santa Madre e seu líder espiritual, o padre belga, von Exem.
Imperdível e emocionante.




“Muitas vezes as pessoas são egocêntricas, ilógicas e insensatas. Perdoa-as assim mesmo.
Se és gentil, as pessoas podem acusar-te de seres egoísta, interesseiro. Sê gentil, assim mesmo.
Se és um vencedor, terás alguns falsos amigos e alguns inimigos verdadeiros. Vence assim mesmo.
Se és honesto e franco, as pessoas podem enganar-te. Sê honesto assim mesmo.
O que levaste anos para construir, alguém pode destruir de uma hora para outra. Constrói assim mesmo.
Se tens Paz e é Feliz, as pessoas podem sentir inveja. Sê Feliz assim mesmo.
Dá ao mundo o melhor de ti. Se não for o suficiente, dá o teu melhor assim mesmo.
Percebe que, no final de contas, é entre ti e DEUS. Nunca foi entre ti e as outras pessoas.”
Madre Teresa






2 comentários:

Anônimo disse...

Kika, a Igreja não é de Pedro, foi edificada sobre Pedro. A Igreja é de Cristo! Ser cristão de verdade é ser católico e vice-versa. Um beijo pra vc!

Anônimo disse...

Ser cristão de verdade é "amar a Deus sobre todas as coisa e amar o próximo como a ti mesmo" Ser católico romano ou protestante não adiantará de nada se a pessoa não pratica esta mensagem.