1 de mar de 2017

Apropriação Cultural





´´Na última semana, o caso de uma menina com câncer, branca, usando turbante, um símbolo da população negra e africana, viralizou nas redes sociais e esquentou o debate sobre apropriação cultural.
A apropriação acontece quando certas etnias e culturas marginalizadas vêem seus símbolos serem adotados pela própria sociedade que as marginalizou. A indústria capitaliza no exotismo de símbolos sem a intenção de honrar ou celebrar um povo. A cultura se torna mercadoria. Os adereços são bonitos e bacanas quando nos é conveniente, mas os damos conotações negativas quando não estão em revistas ou vitrines. Quando uma das Kardashians usa tranças rastafari, é moda. Quando uma mulher negra as usa, é “gueto”. Mas, por que ninguém fala dos índios? 
Nos Estados Unidos, usar fantasias que imitam a cultura indígena é vastamente criticado, mas nunca ouvi ninguém no Brasil discutindo o assunto. Eu nunca me esqueci do índio pataxó foi queimado vivo em um ponto de ônibus em Brasília no ano em que nasci. Mas, parece que o passado ficou no passado, e ninguém pensa nos índios que até hoje vivem em miséria, lutando por suas terras e vidas. Ainda assim, no carnaval, cocares, penas, e pinturas que imitam a cultura indígena estão por todo lado. Viramos nossos olhos para as garotas fantasiadas enquanto a realidade dos índios permanece esquecida, ignorada.´´







4 comentários:

Anônimo disse...

Muito bom texto Fernanda .Vc escreve muito bem!Parabens!😘Paula Henriques

Flávia Vieira disse...

Lindo texto , boa reflexão sobre apropriação cultural!! Parabéns!!

Anônimo disse...

Os índios de hj, já não são os mesmos gente!!!! Hj eles roubam, cobram pedágios
De caminhoneiros e motoriastas que transitam pelas estradas, querem ser deputados,
Fazem maracutaias..... acho aliás, que tem que se ficar de olho neles..... daqui a pouco,
serão um segundo MST! De bobo eles não tem nada.....
Ainda assim, concordo que não deva existir o preconceito! Apenas não acharmos que são inocentes criaturas!!
Aliás, no Brasil existe aprnas uma, uma única tribo indígena original, que aliás, é dificílimo de se chegar até eles. E nao falam português...

Anônimo disse...

Concordo plenamente com o anônimo acima .
Sem falar no Paulinho Paiacã, estuprador !!! bandido ele e a mulher não dá pra defender esses índios sinto muito