AM Chocolates

3 de out de 2016

O voto


Não sei quanto a vocês, mas para mim esta foi uma eleição atípica.
Com a falta de dinheiro ´´caixa 2´´, os partidos e os candidatos tiveram que ser virar e mostrar muito mais o que tem para debater do que o que tem para gastar. Um avanço!
As ruas ficaram livres de ´´santinhos´´ e ´´homens setas´´. Os postes e muros livres dos cartazes, poucos carros de som e quase nenhuma faixa. É assim que tem que ser. Eleições limpas em todos os sentidos.

Rodrigo Pacheco, meu candidato, não foi para o segundo turno, mas teve uma votação impressionante para sua primeira eleição. Dando meu voto para quem realmente acho que mereça, fortaleço o bom e o deixo mais preparado para as próximas ´´batalhas´´.
 Além de mostrar em quem acredito.  



Um comentário:

Anônimo disse...

Kika querida, concordo com tudo que disse. Penso como vc sobre essas eleições.
O que me faz desacreditar nos candidatos é o velho discurso eleitoreiro tipo: minha prioridade será saúde, educação e segurança (sonho inatingível da maior parte dos brasileiros).
Aí o repórter pergunta :
- Como o(a) senhor(a) fará para resolver o problema nessas áreas?
E o candidato com a maior cara de pau explica:
- Para melhorar a saúde vou construir hospitais (com obras superfaturadas e, depois de pronto, não contratará profissionais da saúde porque salário não dá propina).
- Para melhorar a educação vou fazer os professores estudarem ( com cursos e palestras superfaturadas);
- Para a segurança vou colocar a polícia na rua (sem mexer nessa legislação ultrapassada.