AM Chocolates

28 de abr de 2017

A mulher de Macron

Não são só as disputadas eleições que estão na mira do mundo.
A mulher do candidato - e se Deus quiser, futuro presidente francês - Emmanuel Macron, também.
Brigitte Trogneux, a esposa de Macron, tem 64 anos, 25 a mais que o marido.
Para os franceses, nada demais. Tudo muito natural.
Já para os latino-americanos, a pergunta é: ´´o que ele viu nela?´´.







A diferença entre os dois pensamentos é simples: enquanto nós, latinos-americanos, nos importamos sobremaneira com a aparência física, os europeus de um modo geral - e os franceses em especial - se importam com o estilo. E por estilo entende-se: inteligência, cultura, personalidade e elegância. 
As francesas não ligam a mínima para rugas, nem cabelos brancos,  e é raro uma francesa ´´sarada´´ fazer sucesso entre os homens da terra de Napoleão. O estilo boazuda não combina com os ares franceses.

Em compensação, as francesas se preocupam em exercitar o cérebro, comer bem, cozinhar com prazer, saborear um bom vinho, viver sem tabus a liberdade amorosa e individual,  e em estar sempre, sempre, sempre, bem arrumadas! Elas estão sempre com boas bolsas (mas nunca as no grito da moda! Isso jamais!). Os cabelos podem ser brancos, mas estão sempre impecáveis. Elas adoram um batom vermelho, um tailleur de tweed, uma sapatilha confortável, um bom relógio de pulseira de couro, um lenço clássico em volta do pescoço ou na bolsa e ... um cigarro! 
Não é a toa que as francesas são as mulheres mais charmosas do mundo.
E não é a toa que Emmanuel Macron escolheu Brigitte como sua parceira de vida.
Amo esses franceses!



























Um comentário:

Anônimo disse...

Certamente ele viu nela o que faltava nele...